Rua Bernardo Guimarães, 3001
Belo Horizonte - Minas Gerais

Telefone: (31) 3025-3464
Fax: (31) 3275-1656

Please reload

Recent Posts

Contencioso de massa e a arte da resposta do réu

August 3, 2017

1/3
Please reload

Featured Posts

Semana da Conciliação terá mais de 44 mil audiências, em Minas Gerais

November 16, 2017

A 12ª edição da Semana da Conciliação acontece entre os dias 27 de novembro e 1°  de dezembro de 2017, em todo o país

 

 

 

 

O TJMG divulgou o agendamento de mais de 44 mil audiências para a Semana da Conciliação no Estado. Os números demonstram um aumento significativo na busca pela conciliação, se comparados com aos de 2016, em que foram agendadas 24.356 audiências. O número quase duplicado de procura pela conciliação é uma tendência que deve se repetir em todo o território nacional.

 

Buscar a conciliação é uma opção permanente para solucionar conflitos de várias espécies. Porém, durante a semana do dia 27 de novembro a 1°  de dezembro de 2017, em especial, os tribunais focam suas atividades na reunião de processos judiciais com  possibilidade de acordo para serem apresentados em audiências de conciliação. Essas audiências são uma oportunidade das partes negociarem diretamente entre si e solucionarem o caso.

 

Outro sinal do crescimento da utilização da conciliação é sua inclusão no contexto tecnológico. Além de vários locais aceitarem a solicitação de agendamento pela internet. Pela primeira vez no Brasil, uma câmara privada de mediação cadastrada no Tribunal de Justiça de São Paulo, a Juspro, vai utilizar de um sistema de atendimento on-line durante a Semana da Conciliação.

 

Apesar de ter data de início e fim, é possível também acionar outras maneiras de conciliação após 1°  de dezembro de 2017. Existem várias opções como as pré-processuais ou informais. Além disso, cresce também no Brasil os tribunais especializados em mediação.

 

Conciliação x Mediação: diferenças

 

Segundo informações do TJMG: “A conciliação e a mediação são métodos consensuais de solução de conflitos nos quais as próprias partes são incentivadas a resolver seus conflitos de forma autônoma e harmônica com o auxílio do conciliador ou do mediador, pessoa capacitada e neutra que orienta os envolvidos buscando construir em conjunto alternativas para o problema”.

 

De certa maneira, os dois processos utilizam técnicas similares, mas buscam objetivos diferentes. Geralmente a mediação é mais indicada em situações na qual as partes precisam manter um vínculo após o conflito. Já a conciliação, por exemplo, seria mais indicada para casos focais, como cobranças de dívida e negociação financeira.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload